Leia e Liberte-se

quarta-feira, 4 de junho de 2008


Acho que foi isso que meu professor de inglês quis dizer, ao perder uma hora da sua aula para conversar com a turma. Ele é um dos caras mais inteligentes que eu conheço, e é meu professor a 6 anos, já me deu aula de Português, Redação, e agora uma mísera hora por semana de inglês.
Bom, acho melhor tentar explicar com as minhas palavras o que ele disse.
E tenho que citar que ele ficou impressionado ao perguntar quem da minha turma lia 3 livros por mês, e apenas 1 aluna levantar o braço (não, não fui eu ! )
Hoje em dia, quando conseguimos um bom emprego, achamos que estamos bem e que temos uma "vida boa"... mas na verdade não somos nada além de escravos que não sabem o verdadeiro significado da palavra liberdade ! A única coisa que mudou é que ao invés de troncos como antigamente, nós somos presos a uma vida que os "outros" colocam na nossa cabeça como se fosse a "ideal".
Algumas pessoas se enchem de orgulho ao falar : estou seguindo os passos do meu pai ou da minha mãe( e não estou dizendo que isso é errado de maneira nenhuma.. eu ficaria feliz em ser como a minha mãe).
Mas quem foi que disse que a vida do seu pai ou da sua mãe é ou foi a melhor ? Seu pai seria capaz de largar o emprego agora pra tomar um café com você ? E sua mãe, teria a possibilidade de sair de casa e te levar para ver um espetáculo na Broadway ?
E quem foi que disse também que VOCÊ não pode fazer isso ?
Os meios de comunicação foram dominados para "nos" dominar também.
Eu não quero me sentir realizada vendo uma novela em que o pobre vira rico e o rico vira pobre !
E nem quero me sentir feliz em ter um emprego que eu saia às 6 da manhã e volte às 8 da noite, sem ter tempo de viver ! Porque quando eu tiver 60 anos e abrir a janela da minha casa, eu vou perceber que não fiz absolutamente nada.
NUNCA é tarde demais para fazer alguma coisa, e eu tenho toda a minha vida pela frente ! Eu não quero ser uma prisioneira...

E no final de tudo ele disse : "Quanto maior sua instrução, maior será a sua liberdade".

Eu aprendi que tenho que ser do tamanho dos meus desejos, e que pra isso, eu não tenho que ficar parada, vendo o tempo passar e imaginando que a vida só é bela pra quem participa de um reality show e sai milionário.

"O principal perigo na vida é que você pode tomar precauções demais."
(
Alfred Adler)

ps.: gostaria de agradecer aos comentários no último post, eu sei que são pouquinhos, mas com o tempo, o número de desejos vai aumentar!
O blog tá só começando !



9 desejos:

Natacha. disse...

Ainda bem que temos um mundo inteiro para conhecer, milhões de coisas a aprender e muitos livros pra ler!

Acho que todo dia a gente ganha um pouquinho de liberdade, né?

=o*

Paz... disse...

opa... vou linkar teu blog no meu tbm.
qdo eu tiver com mais tempo prometo voltar pra ler o texto.
bjo!

Paz... disse...

Hoje li o texto... cara, adorei!
sabe que eu penso exatamente como teu professor... mas infelizmente eu não consigo gostar de livro. =/
Sabe oq eu penso tbm, de q adianta vc se matar de estudar, depois se matar de trabalhar e nao fazer nada do q tem vontade? pra garantir uma velhice tranquila? mas será q qdo eu tiver 65 anos eu vou ter condições físicas e psicológicas para ir pra Nova Zelândia e pula de Bang Jump?

ps: a parte 2 da história do meu prof esta no blog.

Roney disse...

Leitura sempre foi fundamental para mim. Sou viciado em livros desde criança. E sempre percebi que a leitura me tornava mais independente, mais capaz.

Obrigado pela visita e pelo elogio ao meu BloG, Vivi!
Também gostei muito do teu!
Já coloquei entre os favoritos lá!
Passarei aqui sempre que puder!
Beijo!

Mary disse...

Gostei do teu blog, moça! Mais ainda da tua consciência ao escrever.
Um beijo.
;)

Mari Vianna disse...

Agradeço MUITO pela força, pela visita, pelas palavras..
Elas ajudam, pode ter certeza..
Não ta nada facil por aqui ..


E desculpa por nao conseguir ler tudo,
depoois eu volto .. Quando eu estiver com cabeça pra isso

Um beeeijo, e obrigada novamente!

.Ná. disse...

Oi! Seu professor deve ser ótimo mesmo... é preciso ler para conhecer as palavras...
Beijos

Daniel Moraes disse...

Hoje em dia as pessoas se contentam com tão pouco, não é mesmo? Esse "idealismo" é tão vazio. Sempre achei que hoje em dia, as pessoas se mascaram de felizes, mas eu não creio que haja alguém realmente feliz. E nós somos escravos mesmo! Escravos da medilcridade do pensamento; do pensamento pequeno; da covardia de querer algo melhor para si; enfim... Também gostei muito do seu blog. Está convidada a voltar ao meu blog sempre que quiser. Bjus e boa semana.

http://so-pensando.blogspot.com

Ju disse...

nossa, eu penso exatamente assim... porém, confesso, que às vezes me deixo levar pelo comodismo...
mas sei bem o q tenho q fazer
=)
valeu pela visita lá na minha vida cor de rosa